Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
postado por Hellz. em 08 junho 2015

Li: A garota que tinha medo - Breno Melo


"As garotas não se desiludem com o amor porque amaram errado, nem exatamente porque amaram a pessoa errada, mas porque amaram confiando em uma ideia de amor impraticável"

A personagem se chama Marina, mas poderia se chamar Hellz* facilmente. Eu já fui uma Marina, assim como a Marina já foi a mim. Estamos intimamente ligadas embora não nos conheçamos e nem estejamos dentro do mesmo universo. "A garota que tinha medo" é um livro que poderia ser como qualquer outro, mas, pra mim que redijo esse post, ele relata um pouco da minha vida. Tá entendendo nada, né? Pois é. Normal que você não entenda, mas estou disposta a explicar (porque minha vida é um livro aberto, afinal HAHAHA E estou escancarando ele mais ainda aqui nesta postagem).



Got a secret, can you keep it?

O primeiro contato que tive com o livro do Breno Melo foi através de uma resenha no blog da Clayci do Sai da Minha Lente. Quando vi a temática, eu automaticamente me encantei. Porque? Bom, aqui entra parte em que revelo o meu segredinho...


Há cerca de três anos atrás eu, a Hellz toda piadista, fui diagnosticada com Síndrome do Pânico. Ao ouvir o meu nome e o transtorno na mesma frase, eu gargalhei. Sim, eu morri de rir, simplesmente porque tinha um preconceito danado em relação à doença (já que tive uma sogra lélé e totalmente transloucada que usava a síndrome como desculpa pra fanatismo religioso, lavagem cerebral e péssimos hábitos... mas isso é assunto pra outra postagem dramática sobre minha vida amorosa nestes 23 anos recém-completos. Aliás, já me deu parabéns? u.u HAHAHAH). 


Enfim... sem sair do foco: Eu entendo o que é ter uma crise de pânico. Eu já estive lá muitas e muitas e muitas vezes. Logo, ao descobrir que havia um livro com a temática, me senti extremamente acolhida, como se alguém enfim tivesse decidido contar a minha história e mostrar o outro lado da moeda em um livro. E esse outro lado é cru, escuro e real (afinal, chega de dar glamour ao que não é nem um pouco legal), mas que te faz compreender que a luz é possível e que ela pode ser muito mais real e palpável do que a escuridão.



Livro

Falando de sinopse, o livro é diferente de tudo que já li, justamente por essa dose de realidade tão pessoal dificilmente encontrada num mundo raso. Somos apresentados á Marina: Jovem, bonita, uma família estruturada, ideais, sonhos e perfeccionismo. Bastante normal, né? Ela poderia ser você lá de boa cursando sua faculdade, namorando e fazendo novos amigos no auge dos seus 18 anos. Mas os planos saem do eixo: O novo amigo que você tem é o pânico e ele nunca gosta de avisar quando vai te visitar.


Pude assim observar a descrição fiel de passos concretos (e que eu mesma já trilhei)... desde as pressões sofridas para o desencadeamento das crises, o diagnóstico da Marina e a busca da "cura" (entre aspas, porque cura total não existe. Certa vez me disseram ser como gripe: Você pode tratar, mas nunca impedirá de se resfriar novamente) da personagem, que abre sua mente, corpo e coração aos leitores, tornando a apreciação de sua personalidade quase que inevitável. 

Apesar de ser o meu primeiro contato também com o autor, posso dizer desde já: O Breno arrasa. Uma escrita fluida, cheia de pequenos detalhes bem descritos, fazendo com que uma cena seja montada na sua cabeça de forma fiel (as vezes me sentia assistindo a um filme particular, exibido na minha cabeça, e não lendo de fato). 


Gostaria de ter conhecido esse "outro lado", que na verdade é onde estou, lá em 2012. Mas tudo tem sua hora, right? No mais, obrigada, Breno Melo, por fazer de garotas reais as grandes musas.

E quanto a mim e a Marina? Bom, agora FINALMENTE estamos bem.





29 comentários:

  1. Ah que livro interessante! E adorei que você se identificou haha
    Um beijo

    Dicas para Todas

    ResponderExcluir
  2. Parece ser muuuito bom. Quero ler, com certeza <3
    Beijos, www.blogdoseujeito.com.br

    ResponderExcluir
  3. Fiquei muito curiosa para ler esse livro. Ótima semana.

    Beijos
    www.heyealaysa.com

    ResponderExcluir
  4. Sério que você tem Síndrome do Pânico? :( Eu conheço uma mulher que, bem, ainda tem né, já que não tem cura, e é realmente algo avassalador... Poxa Hellz, que bom que você conseguiu "tratar" esse seu inimigo, né? Espero que suas forças sempre estejam com você! E adorei a temática do livro, mesmo sendo de algo que não é legal, gosto muito de temáticas dark assim.

    Beijos,
    http://daniperere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Parece um livro bem interessante. Também gosto de livros com pessoas reais. Eles nos ajudam a enxergar melhor a vida. ^^
    E força pra você e pra Marina não caírem em tentação novamente... ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Fiquei bastante curiosa em relação ao livro...

    Bjxxx

    ResponderExcluir
  7. Olá menina Hellz, fico sempre muito feliz, quando aportas lá no bloguinho, sem rasgação de seda, mas eu sempre gostei do teu estilo Hellz de ser rs...sempre tive uma relação meio assim com livros, por gostar tanto deles e perceber lá pelas tantas que ele tá contando uma história que poderia ser a minha, Caio Fernando Abreu já fez isso comigo, por isso gostei tanto deste post, alias, escreves muito bem garota, sabe como me prender no teu texto. Quanto ao livro, depois destas palavras, só aumentou a vontade de te-lo em mãos e devorar esta leitura.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  8. Hellz, fiquei bem interessada em ler este livro. Não sei o que realmente ter síndrome do pânico, tenho meus medos fato, mas sigo em frente me esquivando como posso de alguns. Mas tenho uma tia querida que teve e muitos da família tinha aquela velha e boa frase: isso é frescura. E sei que só que passa sabe bem o q é.

    Sempre bom quando encontramos um livro q nos descreve bem.

    Vou procurar o livro para ler.

    Beijinhos de luz =***

    Cllara Maranhão ʚɞ
    http://cllaramaranhao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Hellz.
    Fico feliz de não ter perdido essa postagem, porque parece feita pra mim.
    Também já tive esse problema e evito o máximo falar disso, justamente por saber que a maioria das pessoas não vai me entender.
    E de repente ver um livro que retrata uma pessoa assim como eu é muito bom!
    É um alívio saber que alguém se interessou em escrever sobre isso.

    Beijos!

    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  10. Achei bem interessante esse livro...super curti o post!
    Beijokas da Camila e Carol
    Tenha um lindo dia!!!
    http://www.vamospapear.com/

    ResponderExcluir
  11. Ai Hells, gosto de temáticas assim! Tenho uma vizinha que já teve/tem síndrome do pânico e via como era difícil pra ela. Achei interessante o livro abordar um tema que muita gente simplesmente ignora ou trata com desdém. Enfim, sua resenha me deixou curiosa :3

    Haa, feliz aniversário atrasado haha (o meu foi sábado haha)

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  12. Hells, você consegue ser divertida mesmo falando de drama HAHAHA.
    E li a frase da música que toca em PLL cantando ♥

    Mas enfim, deve ser horrível conviver com isso ): Me interessei pelo livro, nunca tinha ouvido falar dele e nem do autor. Vou procurar no skoob, obrigada pela indicação. E que boom que finalmente está bem, que sabe conviver com isso e que sabe que não está sozinha nessa.

    Beijo linda!
    www.vodkaescarpin.com.br

    ResponderExcluir
  13. Quanto a Juju, tb estou bem!
    rsrs
    Hellzinha! Saudade dos seus posts!
    Eu tb vi essa resenha no blog da Clay e claaaarooo que me interessei pelo mesmo motivo que você!ahuauah Tive crises horrorosas de pânico... (segredo da ju: Foi qndo eu decidi criar o blog e me ajudou MUITO).
    Quero muito ler este livro, já tinha me interessado e agora com a sua opinião, me animei ainda mais!!

    MEU DEUS! qndo foi seu niver?! Eu sabia?!?! Eu te dei parabéns?! Ai Hellz! não lembro!! Se não dei, me perdoa?!
    Parabéns! Muitas alegrias, amores, saúde, bolinhas de sabão, felicidades e todas as coisas boas do MUNDO!!

    Bjinhos
    JuJu
    www.asbesteirasquemecontam.com.br

    ResponderExcluir
  14. hm interessante esse livro hein, fiquei curiosa em le-lo vendo sua resenha

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  15. Me interessei pelo tema, parece ser muito bom!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. vou anotar, gosto de personagens com troubled minds.
    Só achei muito redondinho nos outros aspectos da vida.
    Gosto de desgraça em grande quantidade hauhaua

    ResponderExcluir
  17. Ah, parece ser um livro mt bom, fiquei aqui ansiosa para ler. Ah, amei a sinopse.

    http://destinoincertoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oii, a dois anos eu fui diagnosticada com síndrome do pânico ... Mas vou adorar ler esse livro .

    Obrigada por visitar o meu blog, volte sempre.
    Bjuss
    apenasumdiariovirtual.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. só pela primeira frase do livro que você citou, já percebi que a Marina também poderia ser uma Rubia.

    ResponderExcluir
  20. Muito legal quando nos identificamos com um personagem. Adorei a resenha, acho que deve ser um livro de leitura fácil e agradável. Tenha um final de semana abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Que interessante, confesso não saber muito sobre a síndrome, mas é bom saber que você encontrou uma história que se identifique para não se sentir sozinha.

    Ah, e parabéns!!

    beijoo,
    Dressa
    Blog Dress

    ResponderExcluir
  22. O livro parece ser bem interessante, já ouvi muitos casos de SP e entendo um pouco da aflição,espero que ele escreva sobre quem tem TOC pois estes livros desmistificam um pouco as doenças.
    Beijos e parabéns pelo seu niver, muitas felicidades!

    http://cafezinhodasamigas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Eu acho que por isso os livros são nossos melhores amigos né? Sempre expondo nossas opiniões com palavras deles..sei lá se isso soou com sentido ahahaha
    mas gostei do livro..parece muito bom e bem real.São legais livros assim né?Eu prefiro..


    Bela resenha :)


    beeijos ^^
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. 23? Pensei que só tinha 17...
    Sei como é a sensação, na verdade convivo com meu próprios demônios, e que não convive né?
    Vamos dar uma conferida em uma personagem mais humanizada, com um tom mais serio e profundo. Me parece que seria um leitura no minimo, esclarecedora.
    http://www.interruptedreamer.com/

    ResponderExcluir
  25. nunca tinha ouvido falar deste livro, mas agora que li o teu post fiquei cheia de vontade de o ter e de ler todinho. parece maravilhoso mesmo! :) beijinhos

    ResponderExcluir
  26. Interessante, acho que sei que vai gostar de ganhar de presente.... abraços

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    É muito difícil conviver com a Síndrome do Pânico, eu tenho uma tia com essa doença e não é nada fácil para ela... Mas espero que você não tenha mais nenhum ataque :)
    Gostei bastante da premissa do livro e muito provavelmente eu o lerei!
    Seu blog é fascinante, já estou seguindo!! Se pudesse retribuir eu ficaria encantado ^^
    Abraços =)
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  28. É muito bom quando nos identificamos com algo né, amei a resenha, não conhecia o livro ainda
    Beijos

    Blog Segredos da Cáh
    Instagram
    Facebook
    Canal do You Tube

    ResponderExcluir
  29. Primeiro, FELIZ ANIVERSÁRIO ATRASADOOO :D
    Segundo, caraca não sabia que você tinha síndrome do pânico, deve ser algo desesperador, não faço ideia. Já tive INÍCIO de depressão e já foi horrível, fico imaginando se tivesse tido depressão mesmo, ou outras coisas.
    Fiquei muito curiosa para ler o livro, para entender esse lado da história

    Beijoos, Love is Colorful

    ResponderExcluir

Aqui é a área do BEING YOU e você tá com a palavra, hein? BORA!